domingo, 8 de novembro de 2015

Noites de Poesia em Vermoim - A reportagem de 7 de Novembro 2015


Foi uma Noite onde a música e a poesia estiveram lado a lado. Casa cheia e um serão muito bem passado. José Gomes, por parte do Movimentum e Mário Jorge por parte da Junta de Freguesia agradeceram a participação da USRM - Universidade Sénior Rotary de Matosinhos.

Participaram nesta Noite de Poesia os poetas:
José Ribeiro, Guilherme Garrincha, Fernanda Maia, Leonel Olhero, Pedro Cabral, Teresa Vaz, Joaquim Matos Pinheiro (pela primeira vez nestas "Noites de Poesia"), Manuela Miguens, Manuel Bastos, Ilídio Cruz,  José Carlos Moutinho, Jaime Gonçalves, Inocêncio Vidal (poema dito por Jaime Gonçalves), Angelino Santos Silva, Marília Teixeira, José Gomes e Maria Mamede.
Na rubrica "Poesia na Net" foram lidos os poemas enviados por Helena Guimarães e João Diogo.

José Gomes recordou a partida da Drª. Maria da Luz Mouta:


"A família das Noites de Poesia em Vermoim ficou mais reduzida. Em Outubro passado partiu a Drª. Maria da Luz Mouta, uma poetisa que nos acompanhou desde os primeiros dias das nossas Noites de Poesia, ainda na Junta antiga de Vermoim. Só deixou de as frequentar quando a doença a obrigou a ficar na cama, sem poder sair à rua.
Em sua memória vou ler "Janeiras", um conjunto de quadras que dedicou aos habituais frequentadores das nossas tertúlia e que as declamou em Janeiro de 2000.


Nota:
Os nomes próprios constantes destas quadras são de poetas que nos acompanharam e alguns ainda nos acompanham desde o início das "Noites de Poesia em Vermoim".

Janeiras

 Aqui estou à vossa porta
Disposta pra os Reis cantar
Se os senhores me dão licença
Vou agora começar.

Quem diremos nós que viva,
Na pedra da residência?
Viva o Sr. Padre Silva,
Viva sua Reverência.

Quem diremos nós que viva,
No sopro da fresca brisa?
Viva Maria Mamede,
Uma grande poetisa.

Quem diremos nós que viva,
Numa pétala de rosa?
O amigo José Gomes
Que é poeta até em prosa.

Também viva pra quem viva,
No meio deste Serão:
Viva Adérito Morais
E a sua inspiração.

Ao Sr. Manuel Gregório
Queremos muito saudar:
Poeta da velha guarda,
Tem grandeza o seu cantar.

Viva agora pra quem viva,
Em Terras do Lidador,
O Senhor Manuel Gens,
Que é poeta e historiador.

À Drª. Conceição
Um viva com amizade:
Poeta no "feminino",
Defensora da Verdade.

Para a amiga D. Teresa,
Um viva com emoção:
Todas as suas poesias
Lhe saem do coração.

Vivam todos os poetas,
Que passaram por aqui.
Viva a mais jovem de todas
A nossa amiga Sissi.

Viva agora pra que viva,
Com dinamismo e talento,
Movimentum - Arte e Cultura
Que nos pôs em movimento!

Vamos dar um grande viva
A quantos aqui cantaram;
A quantos para nós leram,
A quantos pra nós tocaram.

Vamos também dar um viva
À carinhosa assistência,
Que aqui nos vem aplaudir
Com amor e paciência.

Ao Sr. Inocêncio Vidal
Quero também dar um viva.
É um talento escondido
Nesta assistência passiva.

Viva agora pra que viva,
Quem nos vem maravilhar
O Bruno, que nos encanta,
Quando canta ou vai tocar.

Com muita gratidão nossa,
Nós vamos saudar, por fim,
Ivone, menina e moça,
Rouxinol de Vermoim!

(Janeiro 2000 - Maria Luz Mouta)"



A segunda parte desta Noite de poesia foi preenchida pela Orquestra de Violas e Cavaquinhos da USRM - Universidade Sénior Rotary de Matosinhos.
Um grande abraço e um muito obrigado pela vossa participação e a animação que nos transmitiram.








A próxima Noite de Poesia em Vermoim será no dia 5 de Dezembro de 2015 e o tema proposto é "Era uma vez um menino...".

Um abraço e até lá!
José Gomes

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Adriano Correia de Oliveira - Nossa homenagem



Rebuscando no nosso "Baú das Memórias" fui descobrir esta homenagem a Adriano Correia de Oliveira que foi feita pela Sónia Gomes (minha filha) em 2007.
Ideia, pesquisa, locução e montagem de Sónia Gomes, com o pseudónimo ZIA.
Ouçam com o som bem alto. 

Um abraço,
José Gomes