terça-feira, 18 de março de 2014

A minha homenagem a Natália Correia

Natália de Oliveira Correia

1923 – 1993



Natália de Oliveira Correia nasceu na ilha de São Miguel – Açores, em 13 Setembro 1923. Veio ainda criança estudar para Lisboa, iniciando muito cedo a sua atividade literária.
Importante figura da cultura portuguesa da segunda metade do século XX, notabilizou se como poetisa, ensaísta, romancista, passando pelo teatro e investigação literária, Natália foi também uma figura destacada da luta contra o fascismo. Vários livros seus foram apreendidos pela censura, tendo sido condenada a três anos de prisão com pena suspensa, por abuso de liberdade de imprensa. Foi também deputada depois do 25 de Abril e também nesse papel foi uma figura marcante e inesquecível. Colaborou com frequência em diversas publicações portuguesas e estrangeiras.
A sua obra (Poética, Ficção, Teatro, Ensaio e obras várias) está traduzida em várias línguas.

Faleceu em 16 de Março de 1993, aos 70 anos. 

A sua Poesia ficou entre nós!



Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes,

Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além,

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o amor tem asas de ouro. Ámen.

Natália Correia
in "Sonetos Românticos"