quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Carlos Carvalhas - Intervenção na AR em 1997


Em 1997 (há 15 anos) Carlos Carvalhas, Secretário-geral do PCP, na Interpelação do PCP sobre a Moeda Única, falava assim:


«A moeda única é um projecto ao serviço de um directório de grandes potências e de consolidação do poder das grandes transnacionais, na guerra com as transnacionais e as economias americanas e asiáticas, por uma nova divisão internacional do trabalho e pela partilha dos mercados mundiais.

A moeda única é um projecto político que conduzirá a choques e a pressões a favor da construção de uma Europa federal, ao congelamento de salários, à liquidação de direitos, ao desmantelamento da segurança social e à desresponsabilização crescente das funções sociais do Estado.»


Em 1997 já tinha razão, só que nessa altura lhe chamaram radical, sectário...

E agora, pá!

Um abraço,
José Gomes



1 comentário:

  1. Mas esta recordação não é única!!! Muitas mais questões foram abordadas e questionadas por parte de outros camaradas seus… algumas bem recentes, como a condenação do Memorando de Entendimento, que não foram bem aceites por muitos, os mesmos que agora criticam esse mesmo Pacto, mas dizem-no "Por outras Palavras" como diria o "já" saudoso Manuel António Pina!… - Adérito Machado

    ResponderEliminar