sábado, 21 de agosto de 2010

Ano e meio depois...


Ano e meio depois tudo mudou...

Na minha cidade,
Há minha volta,
Na maneira de ver o mundo,
Nos objectivos,
Na paciência,
Na esperança,
no acreditar...

Ano e meio depois tudo mudou...

Foram-se os amigos,
Foi-se o tempo,
Foi-se a vontade de lutar,
Foi-se o acreditar,
Foi-se a a ilusão do momento.


Ano e meio depois tudo mudou!

Até o mar!

José Gomes











1 comentário:

  1. Manuela Carneiro11/10/10 15:02

    Olá amigo!
    Gostei muito deste teu poema, um tanto triste...
    Para quem tem a alma grande como tu, a vida desmorona e renasce em cada instante, a cada olhar, a cada emoção.
    A cada poema…
    Bji

    ResponderEliminar