quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Natal...

glitter graphics


Com os meus votos de um Feliz Natal:



O filho do homem


O mundo parou
A estrela morreu
No fundo da treva
O infante nasceu.

Nasceu num estábulo
Pequeno e singelo
Com boi e charrua
Com foice e martelo

Ao lado do infante
O homem e a mulher
Uma tal Maria
Um José qualquer.

A noite o fez negro
Fogo o avermelhou
A aurora nascente
Todo o amarelou.

O dia o fez branco
Branco como a luz
À falta de um nome
Chamou-se Jesus.

Jesus pequenino
Filho natural
Ergue-te, menino
É triste o Natal.

Vinicius de Moraes


19 comentários:

  1. Obrigado!
    Pelos votos e pelos versos...

    ResponderEliminar
  2. O grande Vinícius sempre actual!
    Bom Natal:)
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Fez hoje 46 anos que a Pide assassinou José Dias Coelho, em Lisboa e, posteriormente, Zeca Afonso fez-lhe a canção " A morte saiu à rua".Uma vida ceifada porque ousou enfrentar a ditadura.
    Quanto ao teu post é muito bonito. Vinicius será eternamente o poeta do amor.
    Beijinhossss

    Bom Natal!

    ResponderEliminar
  4. O Natal é sempre triste para tem presente a consciência da fome do Mundo.
    Feliz Natal, ou alimento para para os esfomeados.

    ResponderEliminar
  5. Belo poema de Natal do grande Vinicius de Moraes que não conhecia.
    Obrigada por o traseres aqui.
    Está na mesma linha de outros que tenho visto por outros blogues.
    Publiquei um do Ary dos Santos que penso conhecerás "Kyrie".Todas as semanas de Dezembro tenho colocado um poema de Natal, dois deles meus e que alertam para os contrastes da quadra e no fundo da sociedade nos 365 dias do ano, mas que sentimos mais acentuados nesta época.O do Ary é genial, como só ele sabia fazer e dizer, já tenho esse oema guardado desde que foi publicado a primeira vez, em tempo de censura."Em nome dos que dormem ao relento/numa cama de chuva com lençois de vento", quem poderia dizer melhor, senão esse homem tão prematuramente tirado à nossa cultura e que tão pouco tempo teve para mostrar o grande poeta que era nas e para além das canções.
    Aproveito para te desejar um óptimo Natal a ti e toda a família.
    Um abraço
    Branca

    ResponderEliminar
  6. Um fabuloso poema de Vinicius!! Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Que os sinos do Natal sejam mensageiros de Boas Festas e que o Ano Novo seja repleto de realizações. Feliz Natal e Próspero Ano Novo.
    Um Abraço

    ResponderEliminar
  8. Ainda bem que regressaste.
    Um abraço para vocês e Boas Festas.
    FERNANDO PEIXOTO

    ResponderEliminar
  9. Mas às crianças Senhor,
    Poupai-lhes a dor
    Dai Alegria
    Alimentai a magia
    Com esperança e amor
    De um futuro melhor
    Muito mais risonho
    Que não seja só sonho
    Que seja real
    Em todo o Universo
    É só o que te peço

    *
    xi

    *
    Abraço

    Um Santo e Feliz Natal

    ResponderEliminar
  10. Desejo-te um Natal à medida dos teus desejos. Que as coisas boas da vida façam parte da tua Consoada: a Amizade, a Alegria, a Harmonia familiar, a Solidariedade, a Saúde...

    Gostei muito do teu comentário. Continuemos a fazer caminho juntos.
    Beijinhos para ti, Milú e Zia.

    ResponderEliminar
  11. Venho deixar os votos de um bom Natal e desejos que o Ano Novo chegue carregadinho de coisas boas e que possam ser gozadas com Paz e boa saúde. Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. POEMA DE NATAL

    "Para isso fomos feitos:
    Para lembrar e ser lembrados
    Para chorar e fazer chorar
    Para enterrar os nossos mortos —
    Por isso temos braços longos para os adeuses
    Mãos para colher o que foi dado
    Dedos para cavar a terra.
    Assim será nossa vida:
    Uma tarde sempre a esquecer
    Uma estrela a se apagar na treva
    Um caminho entre dois túmulos —
    Por isso precisamos velar
    Falar baixo, pisar leve, ver
    A noite dormir em silêncio.
    Não há muito o que dizer:
    Uma canção sobre um berço
    Um verso, talvez de amor
    Uma prece por quem se vai —
    Mas que essa hora não esqueça
    E por ela os nossos corações
    Se deixem, graves e simples.
    Pois para isso fomos feitos:
    Para a esperança no milagre
    Para a participação da poesia
    Para ver a face da morte —
    De repente nunca mais esperaremos...
    Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
    Nascemos, imensamente."

    Outro poema de Vinicius de Moraes, que gosto muito e que aqui te deixo com um abraço sincero de Amizade, desejando a ti, à Milú e à Sónia um FELIZ NATAL.

    Um abraço carinhoso ;)

    ResponderEliminar
  13. "É triste o Natal."

    Lutemos para que seja mais justo, mais solidário, mais igualitário, mais fraterno.
    Um bom dia de Natal para ti, Milú e Zia!

    Beijinhossss

    ResponderEliminar
  14. Que o ano que se aproxima
    Te traga Amor, felicidade, paz
    Não desistas de viver
    Luta, porque és capaz


    espalha a amizade,
    carinho, felicidade
    não digas por favor
    o que o outro deve fazer
    faz tu, tudo, com amor

    abraço

    Bom ano 2008

    ResponderEliminar
  15. Zé... um bom ano para ti!!! tenho andado desaparecida, eu sei... mas estou a organizar ideias e dar novo enfase á minha vida! se me quiseres visitar... encontrarme-ás por aqui: http://sdaniela76.blogspot.com/ mas o antigo blog continuarei a dar "o ar da sua graça" http://sdaniela76.blog.comunidades.net/

    Um bom ano para ti e a tua familia!!!

    ResponderEliminar
  16. Existem momentos, e quadros inesquecíveis!
    Estou a ver Vinicius sentado viola na mão, copo de uísque ao lado, e aquela frase "sua benção meu irmão"
    A vida tem momentos maravilhosos, pena é que...tenhamos que lutar por eles!
    Sua benção meu irmão!
    josé manangão

    ResponderEliminar