segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Natal - Pedro Homem de Mello




No Sábado passado lembrei-me de Pedro Homem de Mello. Li estes dois poemas... bonitos, mas tão simples como ele sempre foi:

O Presépio

Duas tábuas...
E era um berço!

Estaria Deus lá dentro?

Tudo escuro...
E alumiava!

Fomos a ver...
E lá estava!

Pedro Homem de Mello


Natal

Menino dormindo...
Silêncio profundo.
Benvindo, benvindo,
Salvador do Mundo!

Noite. Noite fria.
Mas que linda que é!
De um lado Maria.
Do outro José.

Um anjo descerra
A ponta do véu...
E cai sobre a Terra
A imagem do Céu!

Pedro Homem de Mello

5 comentários:

  1. Olá José Gomes,
    Obrigada por nos trazeres Pedro Homem de Melo, que tantos de nós ainda conheceram em vida a declamar lindos versos na televisão.
    Esta música que estou a ouvir no teu blogue está a levar-me ao céu!Que pena tenho de ainda não ter aprendido a colocar música e vídeos no blogue.Um dia destes!
    Este White Christmas de Connie Francis é mesmo lindo, que voz cristalina e que coro a acompanhar!
    Um belíssimo presente que deixas aqui aos teus visitantes.
    Até breve
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  2. Meu querido amigo Zé!

    Música de excelência para qualquer ouvido. Lindíssima! Quanto ao Poeta, lembro-me dele, de menina, a ouvi-lo falar da poesia na televisão. A minha mãe não perdia um dos seus programas.
    Excelente poeta! Excelente ser humano.
    Obrigada pelo presentinho.
    Beijinhossss

    ResponderEliminar
  3. bonitos poemas e música:)
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Boa escolha, Natal é Sempre Natal...
    Um Abraço

    ResponderEliminar