segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Chile - 11 Setembro 1973

Salvador Allende
Assassinado em 11 de Setembro de 1973

Em 11 de Setembro de 1973, as forças armadas chilenas comandadas pelo general Augusto Pinochet e com o apoio e financiamento dos Estados Unidos, derrubaram o governo de Unidade Popular de Salvador Allende, democraticamente eleito 3 anos antes.

Em nome da democracia, dos valores cristãos e da liberdade, Pinochet instaurou uma ditadura de 17 anos em que foram brutalmente assassinadas 3.197 pessoas (este número inclui 49 crianças de 2 a 16 anos e 126 mulheres, algumas delas grávidas).

Neste dia, apesar dos vários pedidos feitos ao presidente Allende para renunciar ao cargo (e até lhe ofereceram e à sua família refúgio no exterior!), Allende não aceitou a proposta.

“ (…) Trabalhadores de minha Pátria, tenho fé no Chile e no seu destino. Outros homens hão-de superar este momento cinza e amargo em que a tradição pretende impor-se. Prossigam vocês, sabendo que, bem antes que o previsto, de novo se abrirão as grandes alamedas por onde passará o homem livre, para construir uma sociedade melhor. Viva o Chile! Viva o Povo! Viva os Trabalhadores!

Estas são minhas últimas palavras e tenho a certeza de que o meu sacrifício não será em vão. Tenho a certeza de que, pelo menos, será uma lição moral que castigará a deslealdade, a covardia e a traição."

Salvador Allende
Santiago do Chile, manhã do dia 11 de Setembro de 1973.
Pouco minutos passavam das 9 horas...

Tanques e aviões bombardearam o palácio presidencial. 20 mísseis foram disparados pelos caças que levaram destruição e atearam fogo ao palácio. Allende cumpriu a sua palavra de sair de La Moneda só depois de morto… e assim morreu o presidente do Chile, democraticamente eleito, de armas na mão resistindo ao golpe e defendendo o regime constitucional.

Começou então uma ditadura sanguinária com assassinatos, torturas, pessoas desaparecidas em nome da paz, da democracia e da liberdade. Os sectores conservadores dos EUA não toleraram um governo democrático de esquerda e ignoraram durante muitos anos os assassinatos, torturas e violações dos direitos humanos que eram cometidos.

---------
Deixo-vos com estes três vídeos, de autoria de Cesar Carrasco Caviedes, sobre o golpe de estado no Chile. Tem por base a recolha de documentos gráficos e apontamentos de reportagem desses dias sangrentos e que pertencem à colecção do autor.

Estes vídeos têm uma carga emocional muito forte, fazem-me sentir arrepios mas foi a forma que encontrei para homenagear Salvador Allende, os mártires dos anos de terror e todo o Povo do Chile.
---------------

Chile, Venceremos El Olvido! (Parte 1 de 3)




Chile, Venceremos El Olvido! (Parte 2 de 3)



Chile, Venceremos El Olvido! (Parte 3 de 3)




11 Setembro 2007

José Gomes

7 comentários:

  1. Para não deixar morrer a memória.
    Hasta siempre!

    ResponderEliminar
  2. "...e tenho a certeza de que o meu sacrifício não será em vão."

    Assim morreu, Salvador Allende, pelo sonho.Há 34 anos! O sonho de fazer crescer o Chile em Liberdade.

    Allende não deixou o Palácio de La Moneda com vida. Quem cresce com um sonho com ele caminha até à morte.

    Jamais morrerás para aqueles que acreditam que só em liberdade podemos crescer de forma equilibrada, ser felizes e fazer felizes os outros.


    Obrigada , Zé, por mais um post lindíssimo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. O que importa é transformar o mundo, e continuaremos em frente!
    Um Abraço

    ResponderEliminar
  4. Olá Zeca, bom dia!

    AMEI, meu irmão!

    Obrigada pela partilha e por não deixares esquecer.

    Beijos aos 3

    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  5. Espero não "vir incomodar" por ter linkado o Chuviscos no meu blog...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  6. Allende, jamais morrerá, os ideais de esquerda serão pra sempre o caminho, serão a luz, caminharemos em frente, pois jamais poderemos deixar que a sua luta, e a de outro como "CHE", "FIDEL", e outros que tanto lutaram até tombar em combate, pelos corruptos e terroristas americanos, por eles, eu lutarei.

    HASTA SIEMPRE, PARA SIEMPRE CHE!!!

    Abraços do Beezz

    ResponderEliminar