terça-feira, 17 de julho de 2007

“Vazios da Indústria” – II Exposição Colectiva de Fotografia

“Vazios da Indústria” – II Exposição Colectiva de Fotografia

Vazios! Policromia em olhos e mãos de Artista! Encantaram-me os vazios cheios de sombras e cor; vazios também poéticos… restos de um Passado, de muitos passados. Como tudo o mais da Vida: apogeu e queda é a beleza que resta!

Parabéns! Abraços da Maria Mamede

(in Livro de Visitas)


Fotografia de Manuel Correia

Subidas as escadas em direcção ao Salão Nobre do Flor de Infesta deparei a foto de um azulejo muito antigo em que figuras do Passado sonham com um Futuro que já se esfumou nas incertezas do Presente… apenas restam cacos sem nexo de indústrias abandonadas, peças da História retalhada!... onde Ontem fervilhava Vida, Hoje apenas restam ferros retorcidos, vidros que romperam os pés dos fotógrafos que devassaram a tétrica solidão das paredes e do chão perdido na negrura dos Tempos!

Seis painéis vestidos de preto contam em fotografias 20x30 e 30x40 a história de chaminés, escadas, vidros estilhaçados, portas, restos de papeladas espalhadas pelo chão, máquinas e engrenagens que já deram vida a paredes ou a interiores de fábricas que Ontem abrigaram e foram fonte de subsistência de multidões de trabalhadores… Hoje graças ao progresso e à globalização não passam de fantasmagóricas recordações de um Passado que não chegou a conhecer o Futuro de Vida a que tinham direito!

Façam essa viagem pelo Tempo através das fotografias expostas nos painéis da II Exposição Colectiva de Fotografia “Vazios da Indústria”.

Para conhecer as fotos, os fotógrafos e o projecto cliquem neste link:

http://vazios.kiquezas.net/

Nota:

Fui atraído por uma dúzia de pessoas que, de pé, viam com muita atenção as imagens que passavam na televisão. Também eu fiquei grudado por uma sucessão de fotografias que passavam no pequeno écran, acompanhadas por um fundo musical que nos prendia. Mais de uma centena de fotos passaram no vídeo que acompanha esta II Exposição Colectiva. Um trabalho assinado pela Zia (Sónia Gomes) e que mostra os trabalhos dos fotógrafos Alberto Martins, Carla Carvalheira, José Gomes, Luciana Santos, Maria Lourdes Gomes, Manuel Correia, Paulo Moreira e Sónia Gomes.

Recomendo, neste vídeo, o tema “Graffitis” que nos relata o aspecto surrealista do interior das fábricas fotografadas.

José Gomes

13 comentários:

  1. ola ze.
    venho agradecer-te a visita. fico sempre contente quando apareces la no sitio.
    abraço da leonor

    ResponderEliminar
  2. Ol� Z�!

    Vim fazer-te uma visita e fiquei fascinada! Uma exposi�o fant�stica. O presento � ef�mero. Rapidamente se torna passado e h� que eterniz�-lo atrav�s da fotografia, da pintura, da escrita, da poesia, no fundo...da arte.

    Gostei muito do coment�rio da Maria Mamede, minha querida amiga.
    Quero ver o video. Qu�o importante foi o desenvolvimento industrial no s�culo XIX em Portugal. Assim surgiram os p�tios e as "ilhas".

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Muito interessante o que por aqui vi.
    Abraços

    ResponderEliminar
  4. Olá Zé!

    Muito bom; o que dizes e a exposição; gostei mesmo muito!!!
    Obrigada pela surpresa; não sabia que gostarias do meu comentário o suficiente para o colocares aqui.

    Beijos


    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  5. Passei para reler, ver as fotografias e desejar-te um bom fim de semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. A todos vós que passam por este recanto esquecido desejo um bom fim de semana e agradeço os comentários que aqui deixaram.
    Para a sophiamar vejo que resolveste o problema das palavras acentuadas.
    Um abraço a todos.
    José Gomes

    ResponderEliminar
  7. Olá, Zé!


    Já resolvi o problema das palavras acentuadas mas continuo com problemas no email.Não o consigo abrir. Se tiveres algo para enviar podes fazê-lo para alfa-zema@hotmail.com
    Diz-me, por favor, o prazo da exposição. Se passar pelo Porto e ainda puder ver as fotografias, não faltarei.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Amigo é sempre um prazer recebê-lo na nossa "casa". A sua passagem pelo Sabia que...? despertou-me a curiosidade de visitar Vazios da Indústria. Confesso que a fotografia é mais um assunto que me interessa se bem que nunca tenha aprofundado os conhecimentos.
    Nesta exposição encontrei diversos apontamentos de um passado próximo que tendem a desaparecer.
    Parabéns pelos trabalhos apresentados, memórias que deixamos aos vindouros.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Amigo "Lumife" quero agradecer o teu comentário.
    JG

    ResponderEliminar
  10. Olá, Zé!

    Esta exposição deveria alargar-se a outros pontos do país, pelo interesse que tem para todos nós mas sobretudo para aqueles que ainda estudam e ouvem falar do desenvolvimento industrial, desse invento técnico que foi a máquina a vapor e que trouxe a indústria no sentido em que dela se fala hoje.
    Para quem gosta de fotografia,foi uma exposição que não poderia perder-se.
    Gostava de a ver no sul.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Por favor, passa pelo meu blog. Tens lá um desafio. Dar-lhe-ás o rumo que entenderes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. VOU DE FÉRIAS! BOAS FÉRIAS!

    ResponderEliminar
  13. Boas férias, Lumife! Dentro de dias penso fazer o mesmo. Depois avisi.
    Abraço.
    José Gomes

    ResponderEliminar