domingo, 13 de maio de 2007

Hipermercados abertos...

"Espelho meu, espelho meu..." - Milú Gomes 2007


Hipermercados abertos nas tardes de domingo e feriados
(Campanha para pedir ao Governo liberalização do horário de funcionamento)


A APED (Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição) voltou a pedir ao Governo que liberalize o horário de funcionamento dos hipermercados. (… a APED vai voltar a pressionar para que os hipermercados possam estar abertos aos domingos e aos feriados durante a tarde. (…) Além disso, será feito um abaixo assinado nas grandes superfícies e na Internet. Um apelo à mobilização dos consumidores nas próximas duas semanas. (…).


Fui duas vezes a dois hipermercados desta cidade e fui confrontado por uma funcionária que me pediu a minha opinião sobre a abertura dos hipermercados aos domingos e feriados à tarde. E pegou numa folha sarrabiscada com meia dúzia de assinaturas… face à minha pergunta "qual era a sua opinião sobre este horário e se isto iria melhorar a sua situação laboral", rapidamente recolheu o papel das assinaturas enquanto a sua cara ruborescia.

Hoje visitei outro hipermercados e quando pagava as compras, a funcionária perguntou-me a minha opinião sobre a abertura dos hipermercados aos domingos e feriados à tarde e estendeu-me a folha de papel com pouco mais de uma dúzia de assinaturas. Respondi da mesma forma da vez anterior... rapidamente recolheu a folha, agradecendo-me com um sorriso.

Desta vez pedi-lhe a folha dos clientes que estão contra esta iniciativa das empresas que gerem estas mercearias em tamanho ultra. Espanto dos espantos… só havia uma folha! Precisamente aquela com os clientes que querem os hipermercados abertos ao domingo e feriados!!!

Já sei, amanhã o Zé povinho vai ser bombardeado com a seguinte notícia: "no inquérito que decorreu nestas últimas semanas, os clientes mostraram a sua satisfação ao aderirem esmagadoramente à campanha para a abertura dos hiper aos domingos e feriados à tarde".

Senhores da APED, deixem os clientes expressarem, realmente, a sua vontade! Mostrem, também, quem não compactua com esta nova forma de escravidão! Deixem que os clientes que não concordam com a vossa intenção expressar o seu voto NÃO.

-------
"O que faz falta" - Zeca Afonso
---------

4 comentários:

  1. bicho do quarto15/5/07 14:53

    Meu caro! Não poderia estar mais de acordo. O meu voto é também NÂO! No resto desta Europa, os Domingos são passados nos parques, cinemas e teatros...A oferta neste país são os centros comerciais e hipermecados! è o que temos.

    ResponderEliminar
  2. RosaTeixeiraBastos15/5/07 17:32

    Pois é...
    Detesto a massificação. Por isso preferia ver as pessoas a frequentarem os parques e terem férias em ocasiões felizes e diversificadas, Não todas ao mesmo tempo, não todas em Agosto e aos domingos.
    O nosso país tem leis laborais devastadoras para o futuro de quem quer ''trabalhar''. Só um cheirinho: trabalha-se 11 meses e recebe-se 14!...
    É bom, é, mas perigoso e, mais tarde ou mais cedo, vamos perceber que ter emprego não é, propriamente, o mesmo que trabalhar.
    Se o facto de os hipermercados abrirem ao domingo de tarde der emprego a mais algumas pessoas, vale a pena que abram. Até deviam abrir durante a noite!
    Se a coisa em causa é o prejuízo que causam ao comércio tradicional, abra também o comércio tradicional!
    As pessoas que trabalham ao fim de semana no PD das Antas não são as mesmas que lá trabalham durante a semana, o que quer dizer que ninguém é explorado por isso e há lugar para outras pessoas trabalharem.
    Se houvesse diversificação de horários de trabalho, se calhar havia menos confusões no trânsito a horas certas...
    Por exemplo.

    ResponderEliminar
  3. Concordo com o autor e estou absolutamente contra a opinião da Rosa. Já trabalhou ao domingo? Eu já e recebia exactamente o mm, embora estivesse impedida de estar com a família ou amigos. E sabe, n tinha direito aos subsídios de q fala, pq neste momento conseguir um contrato de trabalho superior a 6 meses é quase um milagre. Q estranho hábito este de nivelarmos tudo por baixo.
    Em relação ao post do autor, tb me abordaram e tb perguntei à rapariga q me atendeu o q achava, o pior é q ouvi logo do cliete seguinte "a mim dava-me jeito!". A mim dava-me jeito ser ouvida em coisas q merecem realmente a pena.

    ResponderEliminar
  4. Eu,trabalho em part time a pouco tempo numa superficie comercial e também vi as minhas colegas só receberem assinaturas de quem concordava com a abertura dos hipers aos fins de semana.
    Acho isso vergonhoso,mas infelizmente ha muita coisa que se passa nas superficies comerciais que os clientes nem se dão conta.
    Trabalho ao domingo,sabado, ou seja os dias com mais movimento e ordenado e uma miséria além de chegar exausta a casa só faço umas horas dia.Sou privada do fim de semana mas todos os fins de semanas.Peço para mudar de vez em quando dizem-me que não é possivel.

    ResponderEliminar