sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

Oh! Meu Pai

Oh Meu Pai!

Partiste assim de repente, sem aviso prévio!

Sabemos que o fim é uma lei básica da humanidade.

Apesar dos teus quase 94 anos não esperávamos que no alvorecer do dia, pelas 7,30 da manhã, me caísses nos braços e por eles escorregasses até ao chão.

Partiste serenamente, sem sequer te despedires da tua neta, da tua nora e de mim.

Partiste de repente, sem aviso prévio!...

Deixaste um vazio…

E uma dor nos nossos corações!

Oh meu Pai!

(Sónia + Milú + José Gomes)

----------------------

Em sua homenagem e apesar de não ter encontrado a canção “Oh! Mon Papa” (J. Boyer, P. Burkhard – interpretada por Tino Rossi – 1952) deixo-vos com a letra em francês:

Oh ! mon papa

Oh ! mon papa, si beau, si doux, si généreux
Oh ! mon papa que j'aimais son sourire
Oh ! mon papa je trouvais au fond de ses yeux
Toutes les joies que les enfants désirent

Il me prenait sur ses genoux, ah ! quel bonheur
Il me parlait et m'amusait des heures

Oh ! mon papa, si beau, si doux, si merveilleux
Il comprenait la moindre de mes peines
Et il calmait mes larmes dans un seul baiser
Lui si gentil qu'il me manque aujourd'hui


Oh ! mon papa, si beau, si doux, si merveilleux
Il comprenait la moindre de mes peines
Et il calmait mes larmes dans un seul baiser
Lui si gentil qu'il me manque aujourd'hui.

Oh ! mon papa.

Segue o teu caminho em direcção à LUZ.

Descansa em Paz.

JG

11 comentários:

  1. A Vida Continua Meu Amigo.
    Guarda as boas recordações. Força.

    ResponderEliminar
  2. Lamento! Força!sei k é fácil escrever, ou dizer, mas é o apoio possivel que posso dar! Como diz o comentário acima: Guarda as boas recordações e o teu Pai estará sempre contigo! Sempre! um beijo e um abraço!

    ResponderEliminar
  3. Lamento muito!
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. Os meus sentimentos. Força e um abraço para vocês.

    ResponderEliminar
  5. Os meus sinceros pêsames! Um Abraço Amigo neste momento difícil.**

    ResponderEliminar
  6. Olá Zeca,
    muito bem, muito sentido, muito bonito.
    É preciso exorcizarmos a dor; por isso, fizeste bem!

    Um beijo enorme da

    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  7. lamento ze, lamento.nestas alturas nao sei o que dizer.
    abraço da leonoreta

    ResponderEliminar
  8. Meu amigo, um grande abraço neste momento em que o vazio que se sente sempre nos parece maior que o universo.

    Muito bonita esta tua evocação.
    E muito sentida.

    Como dizes, é a lei da vida. Mas nunca estamos preparados...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. É uma perda irreparável e uma dor sem limite. Já passei pelo mesmo e nunca mais o esqueci. 94, 100, mais...a dor é sempre a mesma. Um post lindo, cheio de ternura, gratidão por aquele a quem se deve a vida.
    Um beijinho grande e um abraço apertado.
    Maria

    ResponderEliminar
  10. Fazes bem. Fazem bem. Libertar da or, deixá-la escorrer mandamente como chuva, atyé se infiltrar na terra, se diluir nos caudais de águas e voltar á origem. Se choramos demais os nossos mortos prendemo-los, não os deixamos seguir seu caminho. Ficam, ficamos todos enleados na dor, do amor e da saudade.
    Mas morte e vida são um contínuum por isso, por mais k doa, solta-o.Sotem-no.
    Deixa-o/deixem-no seguir em frente pois estará smp presente.
    bjs com ternura e muita luz e paz para os k estão e o k se foi.

    ResponderEliminar