quarta-feira, 31 de janeiro de 2007



Date: 31/01/2007 20:06

Subject: Vamos participar!

[Enviado por el prof. Antonio Duplá de la Universidad del País Vasco]

Apagón mundial

Apaguemos todo el 1 de febrero de 19:55 a 20:00h

El 1 de febrero de 2007: participad en la más grande movilización de ciudadanos contra el Cambio Climático! La Alianza por el Planeta (grupo de asociaciones medio -ambientales) lanza una llamada simple a todos los ciudadanos, 5 minutos de tregua para el planeta: todo el mundo apaga sus velas y luces el 1 de febrero entre las 19:55 y las

20:00h.

No se trata de economizar 5 minutos de electricidad únicamente ese día, pero sí de llamar la atención de los ciudadanos, de los medios de comunicación y de los que deciden sobre el desperdicio de energía y la urgencia de pasar a la acción!

5 minutos de tregua para el planeta: esto no lleva mucho tiempo, no cuesta nada y mostrará a los candidatos a las elecciones legislativas de junio 2007 que el Cambio Climático es un asunto que debe pesar en el debate político.

¿Por qué el 1 de febrero? Ese día saldrá en París, el nuevo informe del grupo de expertos climáticos de las Naciones Unidas. Este evento tendrá lugar en el país vecino: no hay que dejar pasar esta ocasión de torcer los proyectos sobre la urgencia de la situación climática mundial. Si participamos todos, esta acción tendrá un peso real mediático y político, algunos meses antes de las elecciones!

Haced circular al máximo esta llamada!

Suscriptores actuales: 778 historiadores de 24 países.

Um gesto pelo nosso planeta!

Acção contra as alterações climáticas!

No dia 1 de Fevereiro de 2007, participe na maior mobilização dos cidadãos contra as alterações climáticas!

A Alliance pour la Planète (agrupamento de associações ambientais) lança um apelo simples a todos os cidadãos, 5 minutos de repouso para o planeta: toda a gente deve apagar as luzes no dia 1 de Fevereiro de 2007 entre as 19h55 e as 20h00 (entre as 18h55 e as 19h00, hora portuguesa).

Não se trata de economizar 5 minutos de electricidade apenas nesse dia, mas sim de chamar a atenção dos cidadãos, dos media e das instâncias de decisão para o esbanjamento de energia e para a urgência de passar à acção!

Cinco minutos de repouso para o planeta: não toma muito tempo, não custa nada e mostrará aos candidatos às eleições legislativas francesas de Junho de 2007 que as alterações climáticas são um tema que deve pesar no debate político.

Porquê no dia 1 de Fevereiro?

Nesse dia sairá, em Paris, o novo relatório do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas sob a égide das Nações Unidas. Esse acontecimento terá lugar em Espanha e não devemos perder esta oportunidade de pôr em destaque a urgência da situação mundial em termos de clima.

Se todos participarmos, esta acção terá um peso mediático e político real, alguns meses antes das eleições francesas!

Façam circular este apelo por todos os vossos contactos e redes!

Divulguem-no também no vosso site internet e nas vossas páginas de notícias.

Contacto/ informação:

Cyrielle , Les Amis de la Terre: +33 1 48 51 18 95.

Site - http://www.amisdelaterre.org/

domingo, 28 de janeiro de 2007

LUME

(Capa do livro LUME lançado em 12 de Janeiro de 2007)

Parece impossível!!! – Mamede, eu pensava que já tinha feito a reportagem do lançamento do teu último livro em S. Mamede Infesta!... mas ao verificar as últimas postagens vi que essa me tinha escapado… e como não disseste nada já ficava nas calendas gregas!!!!


(Actuação do Grupo de Janeiras do Rancho Típico de S. M. Infesta)

No passado dia 12 de Janeiro, pelas 21,30 horas, no Auditório da Junta de Freguesia de S. Mamede Infesta, Maria Mamede fez o lançamento do seu mais recente livro de Poesia, intitulado Lume.

Estiveram na mesa, além da autora, o Sr. António Mendes, presidente da Junta de Freguesia de S. Mamede Infesta, Dr. Fernando Ângelo Miranda, autor do prefácio do livro, Drª Liliana Pereira, coordenadora editorial da Papiro Editora e eu, em nome do Movimentum – Arte e Cultura, como "moderador/mestre-de-cerimónias” desta sessão de lançamento.

A Sessão começou com a actuação do Grupo das Janeiras do Rancho Típico de S. Mamede Infesta que arrancou fortes aplausos da assistência que encheu o Auditório.


(Maria Mamede declamando um poema do seu livro)


Depois das palavras proferidas pelos componentes da mesa, a autora disse-nos alguns poemas do seu livro.




(Carlos Andrade na sua actuação...)

Carlos Andrade, no seu estilo característico, cantou-nos algumas das suas canções.



(Jorge Rodrigues e Rui Covas interpretando uma das suas composições)

Coube a Jorge Rodrigues, acompanhado por Rui Covas, com a sua voz quente, interpretar algumas canções do seu reportório.

O Lançamento do livro Lume terminou com a habitual Sessão de autógrafos dada pela autora.

Deixo-vos. com este soneto da Maria Mamede, do seu livro Lume:

DIVINO FOGO

Há um divino fogo, tão divino
Ardendo em teus olhos, mansamente
Que eu desejo seja meu destino
Queimar-me nesse fogo, lentamente.

E desejo perder-me nos teus braços
De tudo quanto há, do mundo inteiro
Pra ‘squecer que quebram os laços
Se um de nós partir primeiro;

Quero queimar-me nesse teu olhar
Extinguir-me, qual vela de altar
Irradiando luz ao meu redor

Quero dar-te tudo quanto existe
Dentro de mim, neste jeito triste

De me dar e de sentir o amor!...


JG

*************************
"Memory" do musical "Cats" para ficar no vosso ouvido...

*************************



domingo, 21 de janeiro de 2007

A Elis Regina...


É necessário continuar a viver e não me deixar soterrar pelo que aconteceu. Será bom para mim, para os meus e, principalmente, deixar o meu Pai fazer a sua caminhada…

A minha homenagem a Elis Regina que partiu no dia 19 de Janeiro de 1982…

Elis Regina

17/3/1945 - 19/1/1982

Elis Regina de Carvalho Costa nasceu em Porto Alegre no dia 17 de Março de 1945.

Começou a cantar com 7 anos, aos 13 anos assinou contrato com a Rádio Gaúcha, de Porto Alegre e aos 15 anos gravou o seu primeiro LP intitulado ''Viva a Brotolândia''.

Tornou-se conhecida em 1965, ao sagrar-se vencedora do I Festival de Música Popular Brasileira da TV Excelsior, defendendo a música "Arrastão", de Edu Lobo e Vinicius de Moraes.

Gravou, depois, "Dois na Bossa" ao lado de Jair Rodrigues e com tal êxito que nos anos seguintes foram lançados os volumes 2 e 3.

Foi uma das mais importantes cantoras da música popular brasileira, desenvolvendo uma carreira de sucesso que se estendeu de 1965 a 1981.Uniu a técnica e o perfeccionismo, presentes em suas gravações, à emoção e energia, típicas das suas apresentações.

Na sua carreira, lançou diversos compositores como Gilberto Gil, Milton Nascimento, Renato Teixeira, entre outros.

Participou em festivais e movimentos político-musicais, como a "Marcha contra as guitarras", ao lado de Gilberto Gil e outros artistas, que visou a preservação das "raízes" da MPB contra a invasão da música estrangeira.

Participou activamente na campanha pela amnistia política dos exilados brasileiros.

Saliento, da sua carreira musical, as composições que mais me marcaram: "Upa, Neguinho" (Edu Lobo/ G. Guarnieri), "Águas de Março" (Tom Jobim), "Ponta de Areia" (Milton Nascimento/ Fernando Brant), "Folhas Secas" (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) e "Romaria" (Renato Teixeira).

Depois da sua morte, em 1982 (com 36 anos de idade!), devida a uma overdose, foram editados discos seus com gravações inéditas e colectâneas.

Os seus filhos João Marcelo, Pedro Camargo e Maria Rita enveredaram pela carreira musical.

---------------------------------------

Deixo-vos com “Romaria”, na voz da Elis Regina, graças à colaboração da Pequenina Poesias - http://www.pequeninapoesias.com.br/

José Gomes

domingo, 14 de janeiro de 2007

Oh! Meu Pai - A canção


Quero agradecer à amiga Pequenina (http://www.pequeninapoesias.com.br/) ter-me dispensado a canção “Oh! Mon Papa” (J. Boyer, P. Burkhard – interpretada por Tino Rossi – 1954).

Dedico-a ao meu Pai:

Oh ! mon papa


Oh ! mon papa, si beau, si doux, si généreux
Oh ! mon papa que j'aimais son sourire
Oh ! mon papa je trouvais au fond de ses yeux
Toutes les joies que les enfants désirent

Il me prenait sur ses genoux, ah ! quel bonheur
Il me parlait et m'amusait des heures

Oh ! mon papa, si beau, si doux, si merveilleux
Il comprenait la moindre de mes peines
Et il calmait mes larmes dans un seul baiser
Lui si gentil qu'il me manque aujourd'hui


Oh ! mon papa, si beau, si doux, si merveilleux
Il comprenait la moindre de mes peines
Et il calmait mes larmes dans un seul baiser
Lui si gentil qu'il me manque aujourd'hui.

Oh ! mon papa.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

Oh! Meu Pai

Oh Meu Pai!

Partiste assim de repente, sem aviso prévio!

Sabemos que o fim é uma lei básica da humanidade.

Apesar dos teus quase 94 anos não esperávamos que no alvorecer do dia, pelas 7,30 da manhã, me caísses nos braços e por eles escorregasses até ao chão.

Partiste serenamente, sem sequer te despedires da tua neta, da tua nora e de mim.

Partiste de repente, sem aviso prévio!...

Deixaste um vazio…

E uma dor nos nossos corações!

Oh meu Pai!

(Sónia + Milú + José Gomes)

----------------------

Em sua homenagem e apesar de não ter encontrado a canção “Oh! Mon Papa” (J. Boyer, P. Burkhard – interpretada por Tino Rossi – 1952) deixo-vos com a letra em francês:

Oh ! mon papa

Oh ! mon papa, si beau, si doux, si généreux
Oh ! mon papa que j'aimais son sourire
Oh ! mon papa je trouvais au fond de ses yeux
Toutes les joies que les enfants désirent

Il me prenait sur ses genoux, ah ! quel bonheur
Il me parlait et m'amusait des heures

Oh ! mon papa, si beau, si doux, si merveilleux
Il comprenait la moindre de mes peines
Et il calmait mes larmes dans un seul baiser
Lui si gentil qu'il me manque aujourd'hui


Oh ! mon papa, si beau, si doux, si merveilleux
Il comprenait la moindre de mes peines
Et il calmait mes larmes dans un seul baiser
Lui si gentil qu'il me manque aujourd'hui.

Oh ! mon papa.

Segue o teu caminho em direcção à LUZ.

Descansa em Paz.

JG

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

A verdade do dia

A VERDADE DO DIA:
















Querido filho, estás a cometer no Iraque o mesmo erro
que eu cometi com a tua mãe: não retirei a tempo!...

(in "Alma Lusa")

--------------------------------
"Os Senhores da Guerra"

Interpretação do "Grupo Outubro"

--------------------------------

JG

segunda-feira, 1 de janeiro de 2007

Façam o favor de ser felizes


Problemas vários surgidos em Dezembro, entre eles uma avaria no computador, fizeram com que estivesse afastado mais tempo que contava dos meus amigos e leitores das minhas crónicas.

Devido a estes problemas não consegui visitar os vossos blogues e muito menos comentá-los.

Espero, dentro em breve, voltar ao vosso convívio, agora ao "volante" de uma potente "máquina"... e que me habitue rapidamente ao novo computador, prenda que me poseram no sapatinho...
Fiquem com este apelo para o ano que agora está a dar os primeiros passos:

Façam o favor de ser felizes

Estamos em 2007.

Façam o favor de ser felizes, cada um à sua maneira.

A minha continuará a tentar manter bem viva a luta com os poucos que têm milhões e que se estão nas tintas para os milhões que têm pouco.

JG