terça-feira, 20 de junho de 2006

Hoje deu-me para visitar os blogs "linkados"...

"Caminhos..." - Milú Coelho - Junho 06

Hoje deu-me para visitar os blogs que tenho "linkados"...

Normalmento tenho feito visitas sem muito alarido, quase sempre sem deixar comentários - ou por falta de inspiração, ou para não repetir comentários anteriores, ou... a pedido!


Comecei por ver as fotos do Ognid sobre o "Encontro de Blogs" de sábado passado... que raiva!!!! Tanto pessoal que não vejo há muiiiiiiiiiiiito tempo e foram arranjar o tal encontro mesmo no dia do casamento da minha prima (ainda tentei várias desculpas, mas eles não foram na onda!...).

Passei pelos blogs daqueles amigos que já partiram para o reino das caçadas eternas!
Que saudades me deram!!!!



Passei pelos blogs da Sónia (quando for grande quero aprender a lidar com os computadores como ela!!!), pelo Do Alto do Tatamailau (que sempre me dá notícias de Timor com um sabor característico...), dei um salto até Branco e Preto (com as suas cores e a poesia como só a Amita sabe fazer), pelo Amar Palavras (com a sua forma de escrever dura, agressiva, mas ao mesmo tempo agradável de ler) e um salto até ao Eu, de Novo (até a música linda que tinhas me condenaste ao silêncio!), passei pelo Zeca da Nau e aqui sofri um "baque" ao ver o Fernando Bizarro e a homenagem que lhe vão fazer no dia 24.

Passei, depois, pela Andorinha Negra (parabéns Nokinhas pela tua foto, pela foto do teu filhote ao colo e pela foto do mesmo 28 anos depois...). Não poderia deixar de visitar As Causas de Júlia e solidarizar-me com o teu espírito de luta e a tua esperança... pelo Ex Improviso (que me assustou! não percebi o último post!... e fiquei com as luzes vermelhas acesas!), pela Mamede que já não actualiza os blogs há tempos... as tormentas que tens afrontado, de rosto bem erecto e vontade férrea, faz-me admirar-te!

Visitei a Menina Marota e como eu gosto daquela maneira como escreves poesia, a música que escolhes e a imagem que ilustras o post.

Como não podia deixar de ser, passei pela madrinha, pela Lique, pela sua teia de aranha que me fez lembrar um colar de pérolas... mas senti uma certa nostalgia no que escreveu. Claro, tinha que passar pela minha Druida preferida... e lá fui até Palavrejando (amiga, comungo contigo a aridez criada em nome do progresso (?!!!) graças a "urbanistas" iluminados que nos deram uma Avenida dos Aliados com a aridez da pedra e a amplidão de uma cidade que perdeu a sua sala de visitas).

Ainda visitei a Wind e os seus blogs, a Poesia Portuguesa com o seu "canto" que encanta...

Aiiiiiiiiiiii! Não digo mais nada pois ainda esqueço alguém... e sei que faltaram tantos!

Para todos vós (os que mencionei, os que esqueci, e... para alguém muito, muito especial...) deixo-vos com este texto poético que desconheço o autor:


Para uma grande Amizade

Começámos a andar muito perto, tanto que os caminhos que escolhemos pareciam-nos quase paralelos. Mas ao fim de pouco tempo já nos falávamos através do caminho; depois, mais distantes, saudávamo-nos com a mão e depois...

Houve lombas que se interpuseram, bifurcações, outras vozes da vida e das noites.

Silêncios...

De qualquer forma, nenhuma outra nova amizade chegou a ocupar o lugar da tua na minha vida.

A mim também me fogem as horas e os dias se transformam em anos. Mas não te esqueço. E nenhum pensamento que me tenhas dedicado deixou de chegar até mim planando nas asas do silêncio.

Onde quer que estejas, aperto a tua mão através da distância.

Com o meu carinho de sempre,


José Gomes
-----------------------------------------------
Já não ouvia Gilbert Bécaud há séculos...
Hoje vou recordá-lo com uma canção que me marcou...
Nathalie...
Vão ver que vão gostar,
--------------------------------------------------------------

7 comentários:

  1. Como se diz, para os amigos:"Não há longe nem distância":)
    beijos para ti e para a Milú:)*

    ResponderEliminar
  2. querido josé,

    adorei as suas visitas e palavras

    tem sempre uma leitura muito atenta do que escrevo, mas por favor não leve aquilo a sério...

    adorei a referência que fez ao meu blog neste post, muito obrigada

    um grande beijinho para si,

    alice

    ResponderEliminar
  3. Foi uma bela viagem a que fizeste e efectivamente silêncio não quer dizer esquecimento.
    Entrei no Movimentum e comentei mas acredita que não estou muito convencida que tenham aceite o comentário.
    Bjinhos e um bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Zé, pelas palavras. O Andorinha faz amanhã, dia 25, um aninho!
    Muita coisa aprendi, graças às ajudas que tive, mas quero aprender ainda muito mais. Vermos se não me falta a inspiração para prosseguir!

    Beijinho e bom fim de semana!

    Leonor

    ResponderEliminar