domingo, 23 de abril de 2006

Vinte Cinco de Abril Sempre!



(...)

Por isso tornos enxadas
canetas frezas dedais
são as nossas barricadas
que dizem: não passam mais!


E em nome das conquistas
vindas nos ventos de Abril
reforma agrária controlo
operário no meio fabril
empresas que são do estado
porque o seu dono é o povo
em nome de lado a lado
termos feito um país novo.
Em nome da nossa frente
e dos nossos ideais
diante de toda a gente
dizemos: não passam mais!



Em nome do que passámos
não deixaremos passar
o patrão que ultrapassámos
e que nos quer trespassar.
E por onde a gente passa
nós passamos a palavra:
Cada rua cada praça
é o chão que o povo lavra.
Passaremos adiante
com passo firme e seguro.
O passado é já bastante
vamos passar ao futuro.



(Não Passam Mais)
José Carlos Ary dos Santos



--------------------------------------
"Canção Para a Unidade"
Canta---------Pedro Barroso
CD: 25 Abril...
---------------------------------------

12 comentários:

  1. Uff!
    Nunca mais conseguia postar...
    Vinte Cinco de Abril Sempre!

    ResponderEliminar
  2. Qualquer poema de Ary é sempre bom. Beijos

    ResponderEliminar
  3. Mas valeu a pena, Zé.
    Pedro Barroso no seu melhor, acompanhado de Ary, eis uma boa opção.
    Um abraço de Abril do
    Fernando Peixoto

    ResponderEliminar
  4. 25 DE ABRIL SEMPRE!!!

    Um Abraço Fraterno

    ResponderEliminar
  5. É bom passar por aqui, ler Ary e ouvir música que nos empolga. Muito bom!
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Um abração de soliradiedade e fraternidade universal nesta data mamorável.

    Zeca da Nau

    ResponderEliminar
  7. Olá Zé. Lindo e cheio de força como todos os poemas de Ary. E nas noites de Poesia recorda-se tanta coisa, tanta Vida. Bjinhos e um bom fim-de-semana para vocês, meus amigos

    ResponderEliminar
  8. ola ze. ary dos santos é ary dos santos. natalia correia tambem. olha... nao podias colocar o anuncio da poesia de vermoim la no culturalmente? ficava bonito.

    abraço da leonoreta

    ResponderEliminar
  9. Deixa-me perguntar uma coisa: não tens visitado o Movimentum e o Movimentum2, no Sapo?
    Estou a testar, porque se continuarem os problemas apago tudo e só fico com este (Chuviscos)


    Eu não me estou a entender lá muito bem com o culturalmente...
    Não sei como colocar as fotografias, além de outros problemas a aceder...
    Simplesmente leio o que escrevem.
    Não me queres dar uma ajuda?
    Um abraço

    ResponderEliminar
  10. Olá Zeca, que bonito está!...
    Que bom ouvir esta música que já não lembrava...
    Que belo o Poema e a pintura, que também já tinha esquecido...
    Como é bom lembrar, juntando ao esquecimento estas pequenas-grandes coisas que nos enchem o coração.

    Um beijo enooooooorme

    Maria Mamemde

    ResponderEliminar