quinta-feira, 16 de março de 2006

A BELEZA DA FILOSOFIA

Este "apontamento" nasceu a partir de um e-mail que recebi de uma amiga.
Tanto o texto como as fotos não estão identificados mas pensamos ser da autoria de Everaldo Guedes.
Como não podia deixar de ser e com as minhas desculpas ao autor, tentei traduzir a sua mensagem para português de Portugal.
Espero ter conseguido.

As imagens que seguem foram tiradas no mesmo local, mas em estações do ano diferentes:

Vamos lá à história:

Um homem tinha quatro filhos. Ele queria que os seus filhos aprendessem a não julgar as coisas apressadamente, por isso, mandou cada um deles fazer uma viagem, para observar uma Pereira plantada num local distante.

O primeiro filho foi lá no Inverno, o segundo na Primavera, o terceiro no Verão, e o quarto no Outono.

Quando voltaram, reuniu-os e pediu que cada um descrevesse o que tinham visto.

O primeiro filho disse-lhe que a árvore era feia, torta e retorcida.

O segundo filho disse-lhe que não era bem assim, a Pereira estava coberta de botões verdes e cheia de promessas.

O terceiro filho discordou! Disse-lhe que estava coberta de flores e estas tinham um cheiro tão doce e eram tão bonitas, que até arriscava dizer que foi a coisa mais bela que viu.

O quarto filho discordou de todos os irmãos. Disse-lhe que a árvore estava carregada e arqueada, cheia de peras, de vida e de promessas...

O pai sorriu e explicou aos filhos que todos eles estavam certos, porque cada um deles apenas vira uma estação da vida da árvore...

Concluiu, dizendo, que não se deve julgar uma árvore ou mesmo uma pessoa, apenas por ter sido observada numa só estação.

A essência, o prazer, a alegria e o amor que vêm daquela vida só deverão ser medidos no final, quando todas as estações completarem o seu ciclo.

Se desistires quando for Inverno, então perderás a promessa da Primavera, a beleza do Verão, a expectativa do Outono”.

Moral da História:

Não permitas que a dor de uma estação destrua a alegria de todas as outras.
Não julgues a Vida apenas porque atravessaste uma estação difícil.
Nunca cedas perante os caminhos difíceis e melhores tempos virão a qualquer instante.

Texto de Everaldo Guedes
Composição de José Gomes.

-------------------------------------------
Fado dos Passarinhos
Canta: Victor A. Silva
CD: COIMBRA... enCANTO e POESIA
-------------------------------------------

13 comentários:

  1. Grande verdade a desta hitória, agora vê lá se a aplicas também a ti:) Adoro fado de Coimbra:-) beijos

    ResponderEliminar
  2. Totalmente de acordo com a Wind.:)
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Encontra beleza em cada estação da tua vida e SÊ FELIZ!?...
    Jinhos

    ResponderEliminar
  4. É Zeca, na verdade cada estação tem o seu encanto e por isso, pensando bem, mesmo quando perdemos o viço, continuamos(ou podemos continuar) a ter beleza, principalmente a interior que se pode aumentar com a idade.
    E como cada estação é mágica, na Natureza e na Vida, deixemos que a Magia invada o coração, através dos sentidos.
    Bela a mensagem, lindíssima a música.
    Beijossssssss
    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  5. amigo, bisada ou não continua a ser uma bela estória. daquelas k devemo ssemp ter presentes e as fotos ilustram-na magníficamnete.
    O k aconteceu à tua fada-madrinha? Nada de grave ou mau espero.
    Estou como tu: mrtº ausente po razões várias. Mas voltamos sp....
    Tem um bom dia. Bjs. Luz epaz

    ResponderEliminar
  6. E como disse o poeta: "Atrás dos Tempos, vêm tempos, e outros Tempos hão-de vir."

    ResponderEliminar
  7. Sylvia Cohin17/3/06 13:08

    Afinal fiz uma viagem gostosa nas asas do teu post que ficou tão bonito...seja também gostosa nossa viagem vida fora! Um abraço, Sylvia

    ResponderEliminar
  8. Olá! Venho aqui pedir que te dirijas ao Catedral e que tentes convencer aquele Mouro safado a mudar de atitude! OBRIGADA! **

    ResponderEliminar
  9. Para a Wind, Andorinha e Milú:
    Nunca ouviram dizer olha para o que eu digo e não para o que faço...
    Para a MP:
    Não consigo fazer comentários no catedral e o e-mail que enviei veio devolvido! Ai este Mouro safado... é peior do que eu!
    Para a Tmara, Mamede e Manuel Gomes
    Obrigado pelas vossas palavras e pela visita. Sei que estou em falta convosco, mas estou a atravessar uma crise de desalento que não vos digo nem vos conto!

    ResponderEliminar
  10. uma parabola lindissima. nao conhecia. vou conta-la aos meus miudos. mas nao digo a moral. todos nos temos a nossa moral. cada um mostrará a sua.

    abraço da leonoreta

    ResponderEliminar
  11. RosaTeixeiraBastos19/3/06 03:26

    Liiindas as fotos segundo as estações do ano!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  12. Imagens fantásticas, e uma estória que dá que pensar...

    Grata por este momento.

    Um abraço ;)

    ResponderEliminar