quinta-feira, 28 de julho de 2005

Em busca do arco íris que perdi...

Esta imagem "roubei-a" indecentemente do "Blog da Pimentinha"... mas com o seu consentimento!

Desde que começou a chover não mais larguei as núvens carregadas que toldam o céu, na esperança de ver um certo Arco Irís...
Estou com saudades, é certo!
Aquela mistura de cores baralha-me o coração; os diferentes cumprimentos de onda que elas emanam põem-me em fervorosa...
Senti um dia que o Arco Irís poderia unir dois mundos, duas almas, dois corações, duas dimensões, duas margens, um anjo e um destino...
Mas não passou de um sentimento gerado e induzido por forças que não conheço, por cores que me seduzem.
Hoje, mais uma vez, fui à procura do tal Arco Irís...
Não o encontrei!

Acabei por ouvir Louis Armstrong na sua voz rouca interpretar "What A Wonderful World" e mentalmente traduzir cada verso...

Dedico-a àquele Arco Irís que talvez nunca mais torne a encontrar...


What A Wonderful World
(Louis Armstrong)

I see trees of green, red roses too
Eu vejo o verde das árvores, rosas vermelhas também

I see them bloom for me and you
Eu vejo-as florir para mim e para ti

And I think to myself what a wonderful world
E eu penso para comigo mesmo como o mundo é maravilhoso

I see skies of blue and clouds of white
Eu vejo o azul dos céus e o branco das nuvens

The bright blessed day, the dark sacred night
A luz abençoa o dia, o escuro consagra a noite

And I think to myself what a wonderful world
E eu penso para comigo mesmo como o mundo é maravilhoso

The colors of the rainbow so pretty in the sky
As cores do arco-irís são tão bonitas no céu

Are also on the faces of people going by
Estão também nos rostos das pessoas que passam

I see friends shaking hands saying how do you do
Eu vejo amigos apertando as mãos dizendo olá como estás

They're really saying I love You
Eles realmente dizem eu amo-te

I hear babies cry, I watch then grow
Eu ouço bebés a chorar, eu vejo-os a crescer

They'll learn much more than I'll never know
Eles aprenderão muito mais do que eu nunca saberei

And I think to myself what a wonderful world
E eu penso para comigo mesmo como o mundo é maravilhoso

Yes I think to myself what a wonderful world
E eu penso para comigo mesmo como o mundo é maravilhoso


José Gomes

27 comentários:

  1. fugiste antes que conseguisse vir cá ver :( está porreiro. parabéns!

    ResponderEliminar
  2. fecho o dia no pc a ver as novidades no meu blog.

    que susto quando percebi que nao havia musica no meu. há sim. tens de dar tempo à chuva passar, rs

    que lindo, zé.
    a foto e a música. e o texto.sentimento de perda ainda nao perdido. pois ainda hoje foste à procura do arco iris novamente.

    abraço da leonor

    ResponderEliminar
  3. You are correct.....what a Wonderful World.....What a beautiful song and picture.

    Have a nice day!

    Thanks for a Wonderful Post!!

    Dwayne Clark

    ResponderEliminar
  4. Mas que belo post:) E que lindo dia está, sim. Viva o arco-íris:) beijos

    ResponderEliminar
  5. Zé! Que LIIINDO! Não roubaste NADA! Recebeste de presente!!! Sinto-me FELIZ por poder partilhar Arco-Íris! ...e está tudo bem mas estou cansada! Cheguei a casa não faz muito tempo! Bom fim de semana! Abraço!...

    ResponderEliminar
  6. O mundo é maravilhoso... mas onde está o meu arco-íris?...

    ResponderEliminar
  7. ola zé.
    venho agradecer o comentario bonito que fizeste hoje no meu blog acerca das palavras mágicas. também é assim que eu penso e também é assim que eu faço.

    abraço da leonor

    ResponderEliminar
  8. Uma das canções mais bonitas de Louis Armstrong e que eu gosto tanto de ouvir!

    Que belo despertar, este!

    Eu acredito, que irás encontrar esse Arco Irís...

    Um abraço e bom domingo ;)

    ResponderEliminar
  9. Francamente, pensei que esta coisa de desaparecer comentários só acontecia no Blog da Pimentinha...
    Não querem lá ver, fiz uma coisa tão linda e quando reparo... fiuuuu! Nada estava nos comentários.
    Tudo tinha desaparecido.
    E repetir aquilo que tinha escrito não vai ser possível...
    ****************
    Ognid,
    Eu não fugi. Mas o Kique chegou à minha beira, trela na boca que é como quem diz, deixa-te lá dessa coisa e anda comigo à rua, senão alço a pata e faço mesmo contra a torre do computador...
    Coisas de cães...
    E eu que lhe aparo o jogo todo!!!
    **********
    Leonor,
    Deixa-me dizer-te uma coisa. A fotografia última dá-te um ar tristonho, demasiadamente amarelado. Ficas melhor na anterior, se mais não seja pelo teu sorriso.
    Fico contente por teres gostado da foto e da música.
    Continuo à procura do arco íris (já está a tornar-se uma obceção - é assim que se escreve?!! O dicionário nada me diz...), um certo arco íris que encontrei um dia no céu, com cores lindas e voltei a encontrar mais recentemente numa tarde, tão lindo, irradiando paz e felicidade, enquanto durou... depois! Desapareceu... mas continuo na sua busca, ontem e hoje, amanhã e depois...
    Tenho esperança de voltar a vê-lo um dia destes.
    As palavras mágicas sempre me atrairam, como as gentes pequeninas, as fadas, os gnomos, os duendes...
    Não habitam só o meu imaginário mas, especialmente, o meu coração.
    ******************
    Dwayne Clark,
    Thanks for your words.
    Have a nice day.

    **************************
    Para ti, Wind,
    Quero agradecer a tua simpatia.
    Com um dia lindo como o de hoje (apesar do vento norte, fresco e forte, que sopra!) como é que vou descobrir neste céu azul o arco íris que procuro?
    *******************
    Para a minha Druida muito especial, a Pimentinha, quero agradecer os "roubos" que tenho feito ultimamente, mas as tuas fotos são uma sensação de cor, luz e oportunidade.
    Obrigado por me teres deixado partilhar este arco íris...
    **********************
    Picolita,
    Quero agradecer a visita que fizeste a este blog. Já fui espreitar o teu, gostei, até pelo tema: Anne Frank.
    "mas onde está o meu arco-íris?...". Francamente não sei.
    O meu continuo a procurá-lo e quando o encontro guardo pedaços dentro do coração.
    ***************
    Menina Marota,
    Muitos parabéns, embora atrazados, pelo teu aniversário.
    Louis Armstrong marcou-me não só por esta melodia que associo a um sonho como por outras que me trazem gratas recordações.
    Encontrar o Arco Irís é difícil, porque nem sempre se reunem as condições mínimas para ele aparecer... mas quem o já viu uma vez, guarda sempre uma recordação de Paz e de Lua num cantinho bem dentro do coração.
    ***************
    Help madrinha
    Gostaria de saber o que aconteceu à caixa de comentários. De dia para dia as letras tornam-se garrafais.
    Juro (a pés juntos!) que não mexi no Template a não ser para inserir a música.
    Quem me dá uma ajuda?
    ***********
    A propósito da minha foto, fui aconselhado a deixar a pele de marciano em casa (especialmente depois de estar a passa aí a "Guerra dos Mundos"...). Já descobri uma roupagem de gente que irei um dia destes colocar no blog.
    Não me batam mais!
    Mas a foto do marciano até estava gira!
    ****************
    ESPERO QUE DESTA VEZ ISTO FIQUE INSERIDO.
    *****************
    Quero agradecer, de uma forma geral, a todo o pessoal que me visitou.

    ResponderEliminar
  10. Olha,Zé! A foto do arco-írtis não é minha ... Foi tirada da Net... As minhas têm sempre identificação! Bom Domingo!! :)**
    PS: Os comentários fogem porque não são do Blogger! São do Haloscan... E de vez em quando eles fazem essa mágica... :/

    ResponderEliminar
  11. corrijo porque apenas mencionaste.

    ....obsessão.

    7 são as cores do arco iris, 7 são as notas musicais, 7 são os nossos chakras... ano de 2005, 5+2 são 7.

    andas obsecado porque nao encontras mas vais encontrar de certeza porque 7 é o número mágico.

    ResponderEliminar
  12. o meu blog está com brancas?
    nao percebo. explica lá melhor.

    ResponderEliminar
  13. Olha leonoreta, com brancas?? Quem está a ficar com brancas sou eu...E agora, antes que o dono do blog se chateie vinha dar os parabéns por ter traduzido uma canção de que tanto gosto mas da qual nunca tinha percebido nem metade! Obrigada!

    ResponderEliminar
  14. daqui a pouco ja me sinto mal em encher aqui a tua zona dos teus comentarios... mas quanto às "brancas"... parece que és só tu a teres esse problema.

    ResponderEliminar
  15. Saltapocinhas
    Leonoreta

    Esta é directamente para as duas. Acabei de explicar à Leonoreta, no seu blog, o que entendia por "brancas": texto alinhado à esquerda e durante três ecrans, nada do lado direito. Pergunto se ninguém reparou nisso ou o problema é do meu computador.
    O "dono do blog" (cruzes, não poderias ter-me chamado outra coisa?!!!)não sew chateia com ninguém, muito menos contigo.
    Obrigado por teres percebido o verdadeiro espírito da canção interpretada pelo Louis Armstrong.
    Leonor, gosto mais desta foto...
    Um abraço às duas.

    ResponderEliminar
  16. Olá dono do blog!
    agora entendi! O blog dela só começa depois da lista dos links. Não sei se ela faz de propósito ou não. Isso a mim às vezes acontece mas é só quando me ponho com invenções malucas e depois é uma desgraça...

    ResponderEliminar
  17. Eureka!
    Descobri o "gato".
    O problema era meu... (quanto às letras garrafais!).
    Saltapocinhas, podes explicar-me... não precisas. Já percebi!
    Afinal não sou eu o único a "ver" as "brancas" no blog da Leonoreta.
    Já estava a pensar comprar vidro de garrafa para substituir as lentes dos meus óculos...
    Um abração.
    Não queres dar um salto a "http://movimentum.blogs.sapo.pt/"...
    Foi o meu primeiro blog.

    ResponderEliminar
  18. entao afinal qual era ao "gato"? e nao eras só tu a ver as brancas? quem mais?

    obrigado pelo comentario bonito que me deixaste no "maria rapaz".

    abraço da leonor

    ResponderEliminar
  19. O "gato" foi no menú "ver", na opção "tamanho de texto" ter acionado sem querer a opção "maior" em vez de "médio" como tenho tido normalmente.
    E isso deu-me um texto em caracteres garrafais!
    Mas, pelos vistos, à "saltapocinhas" aconteceu-lhe o mesmo.
    Se ela estiver a ler isto, será uma forma de resolver o problema.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  20. siiiiiiiiiiiiiim! hã, hã...
    não percebi nada. mas nao te preocupes. um dia se isso me acontecer começo logo aos gritos e depois explicas-me outra vez porque assim a necessidade ja me faz entender.

    ResponderEliminar
  21. Isto é que é um ANIMAÇÂO!!! Amanhã, Zé, vou falar do Porto! É um livro LINDO com aguarelas e Poemas! Tu vais ver! Se calhar até conheces quem são os Artistas! :)Então aguarda-me!! Até Amanhã! Abraço!

    ResponderEliminar
  22. Parabéns pelo excelente blog!! E, já agora, muito obrigado pela visita que fez ao outro lado da lua! ;)

    Abraços!

    ResponderEliminar
  23. Obrigada pelo comentário. Não, não fui de férias mas bem precisava...

    ResponderEliminar
  24. Olá Zé. Já tinha passado por aqui, lido a tua busca do arco-íris assim como a bela canção do Armstrong, mas deve ter sido quando tive problemas com o servidor e a ligação deve ter caído. Lembro-me que nessa altura também passei pelo Movimentum. Bjokas Zé. Fico feliz por ver-temais animado o o blog. :)

    ResponderEliminar
  25. Anónimo6/9/05 14:55

    Olé Zé, estás muito romântico!
    será do Outono?! A Milu que se cuide, pois parece que temos pinga-Amor!...
    Gostei muito´!!! e para além de ser
    preciso inventar o sol e cantar o azul, acho que também é indispensável ir em busca do arco-íris.
    Parabéns
    Beijo
    Maria Mamede

    ResponderEliminar